A morte da infância

Em julho, Cecilia perdeu todas as calças, todos os tênis, todas as sandálias. Cresceu. Espichou. Perdeu as melissinhas, as sandálias infantis quase perfeitas: são bonitas (lindas!), fáceis de lavar, secam rápido e combinam com uma pá de roupa. Só são caras.

Nas férias, lá fomos nós atrás de novas melissinhas para pés crescidos. Foi uma frustração. Onde antes havia modelos de Alice no país das maravilhas, frutas, dragões, enfim, onde antes havia um design lúdico infantil, para pés de uma menina de cinco anos havia modelos miniatura de sandálias de adultas, cores da moda e até saltinhos (!).

Mas Cecilia só tem cinco anos. Ela ainda quer o modelo de cachorrinho, da Alice, de frutas e peixes, de unicórnios, de arcoíris, de gatinhos alternados em cada pé. Ela não é uma mini adulta. É uma criança.

Aparentemente, para a Melissa, meninas que calçam 29 já são quase adultas. Não precisam (merecem?) se divertir com seus sapatos de plástico. Precisam (merecem?, devem?) já iniciar o longo e doloroso processo de pedagogia para a adequada performance de feminilidade, que começa cada vez mais cedo, para que se tornem fêmeas aprazíveis ao futuro consumo do macho. Sim, porque a performance hegemônica da feminilidade é clara e obviamente heteronormativa.

Dias depois fui à Zara (eu sei que eles usam trabalho escravo, mas entrei). Nas araras infantis descobri uma nova seção: fitness infantil feminino, que em nada deve à seção fitness adulta. Leggings, tops, shorts, polainas, sainhas, agasalhos, o pacote completo, tudo combinandinho e nas estampas do-momento.

A pergunta que martelou, e ainda martela, é: para que as meninas precisam de roupa fitness? Menina faz natação, balé, judô, karatê futebol, circo, muay thai, tae kwon do, jazz, rugby, volei, basquete. A meu ver, nenhuma dessas práticas pede uniforme mais adequado a musculação, pilates, cross fit, funcional. O que, além da adultização precoce (que tem uma laço profundo com violência sexual, pedofilia, com expectativas de feminilidade adulta) justifica esse tipo de roupa para crianças a partir de 4 anos?

Por baixo dessa pergunta existem ainda outras duas: quantos anos o patriarcado permite às meninas existirem enquanto tais? Quando acaba a infância das meninas?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s