Pedro, João e eu

Me assumo como ludista sem nenhuma vergonha. E meu ludismo se expressa como nunca em meu amor pelos livros e desprezo pela apostila. Aliás, detesto a palavra a-pos-ti-la. O códice é uma tecnologia perfeitamente funcional, adequada e utilitária. Está aí há tanto tempo não é à toa. O livro é a mais perene e mais querida tecnologia educacional.

Assim, não entendo por que as escolas a substituem por compilações em geral simplificadas de conteúdos condensados para um ensino fast food. Ok, entendo sim.
(Tem um monte de argumento que vai do peso dos livros na mochila até o preço das apostilas – argumento mentiroso, aliás. Nenhum me convence)

A escola de Cecilia faz isso.

Já no primeiro período ela tem contato com o que chama de “Caderno Anglo” – mas, filha, não é caderno, é esse troço aberrante, apostila. Ainda se fossem mais baratas para os pais, mas o monopólio faz as apostilas da EDUCAÇÃO INFANTIL custarem seus bons setecentos reais, em todo o país (para quatro apostilas, livro, apostila e livro de inglês, vá lá). As do ensino médio custam perto de dois mil.

Mesmo os materiais tradicionais (livros) custando os olhos da cara, pelo menos é possível comprar usado, fazer troca com outros alunos. Teve boatos de pais (e crianças, claro) repreendidas em escolas porque estariam usando apostilas compradas usadas  ou xerocadas (e, claro, não dando lucrão pras empresas apostílicas – ou burlando os direitos autorais. Não apurei nada, nem sei onde foi. Mas se foi, pensem).

(Moramos no interior e aqui todas as escolas que cogitamos usam apostilas, então não é tão simples dizer: “Troca, ué”. Quer dizer, é simples dizer. Não é simples trocar.)

Pois recebemos as tais apostilas no início do ano. A historinha escolhida para as crianças foi “Pedro e o lobo”. A historinha em inglês foi “João e o pé de feijão”.

Nada contra Pedro e João, curto, Cecilia também, mas onde estão as meninas? Meninas não vivem aventuras? Os contos de fadas são masculinos? Essas são as lições a ensinar? Um menino derrota o lobo; um menino derrota o gigante. Na história russa, a única personagem feminina é a pata Sônia, numa concessão que Prokofiev não fez. No conto de João, há duas mães: a do menino e a galinha (ou gansa), que protege seu ovo. Sem contar que são todos meninos, branquinhos, loirinhos. Modelos de representação de brasilidade.

O que se ensina em sala não está só no conteúdo do tal “Caderno Anglo” ou o que o valha, no que a professora diz, na proposta bimestral. Está nas entrelinhas, nas escolhas, nas possibilidades de representação. O Anglo escolheu apenas histórias de meninos brancos aventureiros para contar às crianças do primeiro período. As meninas existem, para o Anglo, nesse contexto, como leitoras passivas de aventuras de outrem (ou como mães).

Não estou dizendo que não se identificam com Pedro ou João – podem e devem, nos mostram os estudos de recepção. Mas há regimes de visibilidade e posições hegemônicas de identificação que um conjunto de representações desse proporciona, e é uma pena nunca ver histórias de meninas e com meninas serem privilegiadas na educação infantil.

(Aparte mimimi de classe média: como ~brinde~ de “Pedro e lobo” recebemos um CD para ouvir/ver em casa os naipes da orquestra enquanto lemos a história. O CD só pode ser tocado em ambiente Windows, e pressupõe que os pais tenham um computador em casa com determinado sistema operacional. Foi feito em flash, aquela plataforma nova da adobe. Oh, wait.

Daí você pensa que um cdzinho desse é a antítese da ideia de tecnologia educacional, pois é elitista, não tem acessibilidade ou universalidade e é construída em plataforma obsoleta).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s